Juiz Julga improcedente processo proposto por Mundoca contra o prefeito de Pilão Arcado João Ubiratan

O Juiz da 195ª Zona Eleitoral, Vanderley Andrade de Lacerda Julgou improcedente processo proposto por Raimundo Nonato (Mundoca) contra o prefeito de Pilão Arcado, João Ubiratan Queiroz Lima.

Entenda o caso:

O prefeito reeleito de Pilão Arcado Joãozinho Porfírio (PSD), foi acusado pelo candidato da Coligação “Unidos pelo desenvolvimento de Pilão Arcado”, Raimundo Nonato Dias Santos no dia 12 de outubro de 2012, por suposta compra de votos de duas mulheres durante uma visita à residência das eleitoras na rua Treze de Junho.

Joãozinho Porfírio foi convidado através de recado pelas duas, que já estavam preparadas para a armação da arapuca, coisa tramada pela oposição. O prefeito Joãozinho foi acuado como uma caça rara, entretanto, não ofertou nada as duas eleitoras.

“A dona Eva Francelina Cavalcante já tem precedente no assunto de melar eleição de candidato, ela foi personagem responsável pela cassação do mandato do então vereador Messias da Coelba”, expressou o prefeito ao tomar conhecimento da decisão judicial a seu favor.

sentençapilaoFonte: Pilão Fatos e Realidades

One thought on “Juiz Julga improcedente processo proposto por Mundoca contra o prefeito de Pilão Arcado João Ubiratan

  1. Ela é quem merece um processo por calúnia e difamação, pra aprender a ir cuidar da vida dela e deixar a dos outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.