Deputado defende que beneficiário do Bolsa Família seja proibido de votar

Revoltado com a derrota de Aécio Neves (PSDB) para Dilma Roussef (PT), o deputado estadual Aldo Demarchi (DEM), ex-prefeito de Rio Claro (173 km de São Paulo), defende que a Constituição Federal seja alterada para que os beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família, não possam votar.

Em entrevista ao “Jornal da Cidade”, de Rio Claro, na segunda-feira (27), Demarchi afirmou que o título de eleitor dos que possuem cadastro em programas sociais deve ser suspenso enquanto durar o benefício.

“Na minha opinião, até choca um pouco, eu acho que quem depende do governo precisa ter temporariamente o seu título de eleitor suspenso. Ele deveria sim votar a partir do momento em que ele saísse da dependência do Estado”, disse.

O deputado disse que o candidato tucano venceu onde “tem trabalho” e “trabalhador” e perdeu nas regiões onde as pessoas rejeitam o trabalho.

“O que ficou claro no resultado dessa eleição é que onde tem trabalho, onde existe o trabalhador, aquele que levanta de manhã, que trabalha e gera a riqueza desse país, que é São Paulo, o registro, a fotografia da mudança foi clara. Onde foi que nós perdemos? Onde a dependência do Bolsa Família, onde tem a dependência das pessoas que não querem o trabalho, que não veem o progresso dentro da sua carreira. Nós perdemos ali”, disse.

Site: UOL

One thought on “Deputado defende que beneficiário do Bolsa Família seja proibido de votar

  1. quem nunca sofreu com a seca, quem nunca lutou contra a perda de uma safra pode falar isso. se a nossa região fosse de oportunidades e serviços nós levantaríamos as madrugadas para trabalhar com a a força de vontade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.