Adutora de Campo A. de Lourdes está com obras paralisadas há cinco dias

A (5)A obra de construção do sistema integrado de abastecimento de água de Campo Alegre de Lourdes, na Bahia, que atenderá 71 localidades de Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes, está com as obras paralisadas há cinco dias.

De acordo com Newton Sousa, gerente administrativo da empresa MRM, em Campo Alegre de Lourdes, a paralisação dos trabalhos é por conta da falta de pagamento, onde a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), está há quatro meses sem realizar o pagamento das faturas mensais, a empresa alega que sem o pagamento é impossível, financeiramente, continuar as obras.

Com mais de 70 % da obra concluída, a previsão de água na tubulação era para este mês de julho, mas com a paralisação, irá retardar esta etapa. Ainda, segundo Newton, o mesmo afirma veementemente que a obra irá sim ser concluída e entregue a população, “Não é uma paralisação definitiva, esperamos em breve voltar as atividades e concluir esta obra”. Enfatizou

A execução da obra ficou a cargo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) com recursos de R$ 79,6 milhões garantidos no Programa de Aceleração do Crescimento, vertente PAC Prevenção.

A captação de água será feita por meio de flutuante no reservatório de Sobradinho, e daí conduzida por tubulação de 350 milímetros de diâmetro e 371,4 km de extensão de adutoras até a sede do município de Campo Alegre de Lourdes. A (9)

No dia 12 de outubro de 2013, o então Governador do Estado da Bahia, na época, Jaques Wagner, acompanhado do Presidente da Codevasf, Elmo Vaz, estiveram no município de Campo Alegre de Lourdes, Bahia, para assinar a ordem de Serviço para a implantação do sistema integrado de abastecimento de água de Campo Alegre de Lourdes, na Bahia, que atenderá 71 localidades de Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes, incluindo a sede do município.

A execução da obra ficou a cargo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) com recursos de R$ 79,6 milhões garantidos no Programa de Aceleração do Crescimento, vertente PAC Prevenção.

Relação das localidades beneficiadas

– Campo Alegre de Lourdes:

Lagoinha, Canto, Angico do Remanso, Lagoinha II, Lagoa do Meio, Santa Rita, Lagoa do Arroz, Pajeú, Contendas, Boa Vista, Tapagem, Baixa Verde, Lagoa do Boi, Pedra Branca, Panaço, Lagoa Escondida, Riacho Alegre, Alegria, Caldeirão, Lagoa da Onça, Miragem, Alto Formoso, Gergelim e Lagoa dos Patos, Velame/Bois, Lagoa Joãozinho, Pedra Comprida, Baixão dos Bois, Lagoa do Arroz, Baixão dos Calixtos (Bananeiras), Baixão dos Sabinos e Pitombas, Barreiro do Espinheiro, Sítio dos Dô, Mamoneira, Cacimbinha, Barra, Pedra Branca, Ramalho, São Gonçalo, Santa Úrsula, Fidalgo, Tanquinho, Alto da Cruz (Cruz), Vila de Peixe, Poço do Baixão, Caraíbas, Cacimba Velha, Feijão (Baluarte), Curralinho, Queimada Grande, Angico dos Dias, Açu, Baixão Novo, Aroeira e Barra da Lagoa, além da sede do município de Campo Alegre de Lourdes.

– Pilão Arcado:

Tanque Velho, Pintado, Caldeirão da Onça, Caititu, Espinheiro, Santiago, Salininha, Caldeirão do Boi, Carnaíba, Casa Verde e Vereda da Onça, Olho D’Água e Melância;

– Remanso:

Volta do Riacho

Fotos Abaixo, tiradas desde o início da obra:

A (2) A (1) A (10) A (3) A (4) A (6) A (8)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.