Decreto publicado pela gestão em Casa Nova prevê higienização de escadas rolantes e elevadores

Pelo Brasil afora, em tempo de pandemia do coronavírus, na ausência de uma coordenação nacional que aponte os parâmetros para o combate ao vírus, cada município vai determinando, a partir das realidades locais, os seus decretos para conter o avanço do Covid-19.

Casa Nova, na Bahia, entrou na relação dos municípios com decisões curiosas e dignas do anedotário popular. Esta semana o prefeito Wilker Torres publicou um decreto e inseriu uma proeza: a obrigatoriedade de higienização de superfícies de toque, incluindo entre estas as portas de elevadores e os corrimãos de escadas rolantes.

A medida até que se justificaria, já que é de bom tamanho cuidar da higienização dessas superfícies para evitar a proliferação do Covid-19, desde que existissem. Como não existe nem elevador, nem escadas do tipo a publicação virou alvo de ironias e piadas nas redes sociais. “Oxente, já tem elevador e escada rolante aqui, aonde?”, ironizou um.

Para outro, ficou claro: “O decreto é do tipo copiou, colou. Por descuido esqueceram um elevador e uma escada rolante fantasma no decreto”, brincou.

Em uma live recente, o prefeito já havia sido alvo de ironias ao anunciar, em pleno avanço das mortes pelo covid-19, com a população amedrontada, a ampliação de vagas num cemitério da cidade.

Da redação redeGN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.