Caracol-PI|Homem afirma que matou a esposa por causa de dinheiro do auxílio emergencial

Uma mulher identificada como Marlene Silva Santos, de 28 anos, foi assassinada a facadas durante a noite de quarta-feira (20), na cidade de Caracol, a 600 km de Teresina. O companheiro dela foi preso pela Polícia Militar e confessou o crime, afirmando que os dois haviam discutido porque ela não queria dividir com ele o dinheiro do auxílio emergencial do Governo Federal. Outro homem, amigo do companheiro da vítima, também foi preso suspeito de participar do crime.

Segundo a Polícia Militar, Marlene chegou a ser antedida por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu a caminho do hospital. Marlene era mãe de três crianças, frutos relacionamento anterior.

Dois homens foram presos suspeitos pelo crime. O companheiro da vítima, identificado apenas como Leonardo, de 24 anos, se apresentou a Polícia Militar depois de passar cerca de duas horas escondido em um matagal. O outro preso seria amigo de Leonardo, e teria participado do crime. O caso será investigado pela Polícia Civil, que deve determinar qual foi a participação de cada um.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.