Concursados são demitidos em plena pandemia em Pilão Arcado-Ba

Sou cidadão de Pilão Arcado, meu nome é Adelfo Teixeira e faço parte de um concurso que ganhamos na justiça, em primeira e segunda instâncias, o direito a reintegração. São aproximadamente 250 concursados, onde já houve a reintegração de aproximadamente 35 concursados.

Portanto, no mês de fevereiro o prefeito, Orgeto Bastos abriu um processo administrativo para demitir esse pessoal, com alegações de fraudes no concurso que não tem nenhum julgamento pela justiça que anule o mesmo.

Gostaria que esse conceituado Blog fizesse uma matéria referente essas demissões de 31 concursados no dia de hoje (23), país e mães de família que foram tirados dos seus cargos através de um ato arbitrário, em plena pandemia, momento onde as pessoas estão vulneráveis financeiramente.

Sexta-feira, dia 23 de abril de 2021, a atual gestão pública de Pilão Arcado, num ato sórdido, demitiu 31 concursados reintegrados pela justiça baiana, pais e mães de famílias foram surpreendidos na manhã com um decreto publicado no diário oficial do município, demitindo-os dos seus respectivos cargos. 

A que ponto chega um gestor, onde a maioria desse povo, na eleição, depositou votos de confiança e agora o que recebem de recompensa é isso, sem demonstrar nenhum tipo de sentimento e consideração a eles, em uma cidade que não temos geração de empregos, estamos vivenciando uma pandemia, mas sem nenhum pudor decreta a exoneração desses servidores. 

Situação revoltante, a gestão com alegações de fraude no concurso, baseadas em uma ação civil pública e num inquérito policial, que se quer foram julgados pela justiça, onde além de mais de 20 sentenças favoráveis, temos também um parecer do MP-BA, afirmando que na ação civil pública não pede anulação do referido concurso.

Portanto, espero que a justiça dos homens tome providências quanto a esse ato cruel dessa administração, e que Deus dê forças e abençoe a vida desses trabalhadores para encarar mas uma situação desagradável.

Em anexos alguns documentos! 

Obs.: Se precisar de mais sentenças tenho todas, primeira e segunda instância!

Adelfo Teixeira

Geraldo José