Remanso | Câmara vota nesta segunda (16), reforma administrativa com 249 cargos de confiança e comissionados em época de Crise Econômica e presidente do Partido Verde descorda da necessidade do projeto.

Remanso | Câmara vota nesta segunda (16), reforma administrativa com 249 cargos de confiança e comissionados em época de Crise Econômica e presidente do Partido Verde descorda da necessidade do projeto.

16 de janeiro de 2017 0 Por Por Lucas Nunes

O prefeito Municipal da cidade de Remanso José Clementino de Carvalho Filho, encaminhou a Câmara de Vereadores Projeto de Lei nº 402/2017, que trata de criação de novos 249 cargos em comissão e de confiança em todas as secretarias municipais. Alessandro Nunes presidente do Partido Verde da cidade de Remanso discorda do projeto encaminhado pelo prefeito “Esse projeto não está sendo bem vindo no momento, o prefeito primeiramente tem que procurar acertar os salários atrasados dos funcionários que ficaram sem receber do ex-prefeito, pois inúmeras prefeituras estão diminuindo suas despesas, cortando gastos para continuar honrando seus compromissos. O  país está passando por uma crise econômica muito difícil e a nossa cidade está em uma situação em que não temos água potável para a população, as ruas estão em péssimas condições de se trafegar, a saúde pública está em estado crítico. Então, se o prefeito quer colocar a casa em ordem, na minha opinião, e acredito que na da população, ele deveria começar olhando essas coisas que acabei de citar.”

Especialistas em gestão pública tem orientado que os novos prefeitos façam economia, senão, não terão caixa para cumprir os pagamentos. Em Remanso parece que nessa nova gestão a crise não chegou, querem aprovar uma lei com 249 cargos em comissão e de confiança, com salários base de R$ 2.200,00, R$ 6.000,00, e com possibilidade de gratificação de até 150%, ou seja, quem ganhará R$ 2.200,00 poderá chegar a receber mensalmente R$ 3.300,00. Valor muito alto para que a arrecadação municipal possa honrar seus compromissos.