Ministério da Saúde descredencia 05 Equipes de Saúde da Família no município de Campo A. de Lourdes

Ministério da Saúde descredencia 05 Equipes de Saúde da Família no município de Campo A. de Lourdes

5 de julho de 2018 0 Por Por Lucas Nunes

Através de Portaria assinada pelo ministro Gilberto Occhi o Ministério da Saúde descredenciou 05 equipes do programa Saúde da Família do município de Campo Alegre de Lourdes, Norte da Bahia, por descumprimento dos prazos estabelecidos na Política Nacional de Atenção Básica.

Com isso, o município deixa de contar com os recursos para financiamento no atendimento aos serviços básicos de saúde. A Portaria, 1.717 foi publicada no dia 12 de junho pelo ministro da Saúde.

O descredenciamento acontece, por falta de profissionais dispostos a atender em localidades muitas vezes distantes da sede do município, com isso a ESF fica desfalcada ou se faz um quebra galho. Todas as equipes incompletas ou com profissionais não cadastrados foram descredenciadas, além de um prejuízo para a comunidade que não tem outra alternativa de atenção médica.

Isso acontece, por um erro do Secretário ou do prefeito, até porque não atende corretamente a comunidade, deixando equipes incompletas. Se antes os atendimentos eram incompleto, agora com o descredenciamento ficará bem mais difícil a Prefeitura assumir os custos das Equipes de Saúde da Família no município de Campo Alegre de Lourdes, deixando o atendimento de pior a precário.

Requisitos mínimos para composição de uma ESF

A formação de uma equipe de saúde da família deve ter, no mínimo: (I) médico generalista, ou especialista em Saúde da Família, ou médico de Família e Comunidade; (II) enfermeiro generalista ou especialista em Saúde da Família; (III) auxiliar ou técnico de enfermagem; e (IV) agentes comunitários de saúde. Podem ser acrescentados a essa composição os profissionais de Saúde Bucal: cirurgião-dentista generalista ou especialista em Saúde da Família, auxiliar e/ou técnico em Saúde Bucal.

Da redação