“Fria, dissimulada e mentirosa” afirma testemunha sobre Jussara Paes, esposa do médico Denirson assassinado dentro de casa.

Uma funcionária da residência onde vivia a família do médico, Denirson Paes, afirmou em depoimento à polícia, que as brigas entre a esposa e o marido eram constantes. O motivo? Quase sempre dinheiro. As declarações reforçam a tese dos investigadores de que a iminente separação do casal e a disputa patrimonial da família foram as motivações para a prática do crime, num condomínio de luxo em Aldeia.

No depoimento, a funcionária descreve o cardiologista como um bom marido, um pai excelente. E diz, ainda que Denirson tinha planos de mudar de casa. A mesma declaração foi dada pelo filho mais novo do casal. Ele contou que já sabia que os pais iriam se separar.

Sobre a esposa do médico, a farmacêutica Jussara Rodrigues Silva Paes, a testemunha afirma que se tratava de uma pessoa “fria, dissimulada e mentirosa”. Já em relação ao filho mais velho, Danilo Paes, destaca que o mesmo passou a tomar medicamentos para combater a depressão no final do mês de junho, período em que o pai desapareceu.

Fonte: Ronda JC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *