Promotor pede afastamento de PM suspeito de matar jovem em Canto do Buriti

Promotor pede afastamento de PM suspeito de matar jovem em Canto do Buriti

11 de setembro de 2018 0 Por Por Lucas Nunes

O promotor da comarca da cidade de Canto do Buriti, José William Pereira Luz, pediu que fosse instaurado um inquérito policial para apurar a morte de Edvaldo Costa dos Santos, morto a tiros por um policial militardurante a madrugada de sábado (8). A promotoria solicitou ainda que o PM fosse afastado de suas funções e que tivesse a arma apreendida.

Jossane Vieira, advogada da família do jovem que foi morto, contestou a versão apresentada pela Polícia Militar. Ela afirma que Edvaldo Costa era vaqueiro e não tinha nenhuma passagem pela justiça. “Ainda não podemos nos pronunciar sobre o que aconteceu. Mas garantimos que Edvaldo não era assaltante, não era um criminoso”, disse a advogada.

O velório de Edvaldo Costa foi seguido por um longo cortejo em Canto do Buriti. O momento foi registrado em vídeos. Além das pessoas a pé, um grupo de vaqueiros seguiu o cortejo carregando faixas em homenagem ao rapaz. Nas redes sociais, moradores lamentam a morte do vaqueiro e questionam a versão da PM.

Em nota, a promotoria de Justiça de Canto do Buriti informou que foi instaurado um procedimento de investigação para apurar as circunstâncias da morte de Edivaldo Costa. O Ministério Público do Estado do Piauí recomendou que o policial militar envolvido fosse afastado de suas atividades e pediu a abertura de inquérito policial à Polícia Civil. A arma do policial militar, de acordo com a promotoria, foi apreendida para realização de perícia.

Ainda segundo a promotoria, testemunhas do caso estão sendo ouvidas. O inquérito tem prazo de conclusão de 30 dias. O G1 entrou em contato com o comando da Polícia Militar de Canto do Buriti, que informou que o caso precisa ser apurado e resolvido internamente antes que sejam feitas divulgações.

Fonte: g1