Artigo | Mais Médicos – Pilão Arcado-BAHIA

Por: Redovagno Ribeiro

Pois bem!!!

Pilão Arcado e o Brasil inteiro se comoveu com a desistência de Cuba em manter a parceria Brasil X Cuba para assegurar a continuidade do Programa Mais Médico. Tudo bem que é crucial levar médicos aos mais distantes cantos desse Brasil.

É importante registrar que não estamos condenados a ter saúde pública apenas com a condição de Cuba ou outro país qualquer de nos emprestar seus serviços. O Brasil é plural, recursos públicos tem e por que não investir na carreira dos nossos médicos brasileiros primeiramente?

Há!!! Aqui em Pilão a comoção foi ainda mais acentuada. Alegam entre outras coisas, o amor dos nossos irmãos médicos que moram no interior do Município de Pilão Arcado. Na cabeça de muitos, em condições que ninguém as aceitaria fazer.

As condições estruturais dos médicos Cubanos são bem melhores que a de muitos Professores que sofrem com um miserável salário, sem uma sala de aula adequada, sem transporte adequado, sem material didático de ponta, sem uma lousa de qualidade, sem ao menos um ventilador, etc etc. No entanto, ninguém até ontem se comoveu com essas condiçoes de trabalho dos nossos Professores.

Vamos ser coerentes, o sofrimento dos nossos educadores são centenas de milhares piores que as dos médicos e não se ver ninguém falar disso. Todos são valestes, especiais, mas a incoerência é anos luz distantes. Porque será isso?

Nossos Professores são tão importantes e “valentes” quanto nossos parceiros

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *