Operação da Polícia Federal atua, nesta manhã, em Juazeiro, Petrolina, Sergipe e Salvador,

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta manhã de terça-feira (12) em Aracaju, Salvador, Feira de Santana, Juazeiro e Petrolina, a Operação Acesso Negado – Game Over, visando a desarticulação de uma organização suspeita de praticar desvios de recursos públicos.

A Operação Acesso Negado – Game Over iniciada no final de 2015, confirmou irregularidades na contratação da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) denominada Instituto Sócio Educacional Solidariedade (ISES) pelo município de Canindé de São Francisco.

De acordo com as investigações a ISES, após se sagrar vencedora de um concurso de projetos eivado de vícios do qual resultou a contratação da OCIP pela Prefeitura de Canindé de São Francisco, celebrou diversos contratos superfaturados com pessoas físicas e jurídicas integrantes de seu próprio grupo econômico, que, por sua vez, não prestavam os serviços a que estavam obrigados, de forma que a organização criminosa apenas recolhia para si os vultosos valores pagos pelo município, informou a PF.
18 mandados de prisão, busca e apreensão foram expedidos pela 6ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Itabaiana, abrangendo os Estados de Sergipe, Bahia e Pernambuco, onde aparecem as cidades de Juazeiro e Petrolina na rota de ação dos policiais envolvidos na operação, em número de 80.

Medidas cautelares expedidas também proíbem a OCIP de contratar com o poder público por além de bloquear cerca de R$ 1.300.000,00 do patrimônio dos investigados.

O Delegado de Polícia Federal Márcio Alberto Gomes Silva, chefe da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros, deve apresentar mais detalhes da Operação em entrevista que será concedida esta manhã, em Aracaju.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *