‘Acho que não é necessária’ a reforma da Previdência, diz líder do PCdoB

Líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, o baiano Daniel Almeida disse que é “não é necessária” a reforma da Previdência, que foi proposta pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Em entrevista ao Bahia Notícias, o comunista defendeu que o déficit nas contas do governo seja resolvido com a tributação das grandes fortunas. “Agora, nos últimos três anos, em função da crise econômica, tem um déficit. E na hora que tem déficit coloca a conta no trabalhador rural? Na pessoa que tem deficiência? Aí não dá”, declarou.

O parlamentar criticou o governo Bolsonaro e deixou em dúvida se o presidente da República vai encerrar o mandato em 2022. “O papel dele como dirigente político da nação é cada vez mais questionado. O desejável é que a eleição seja respeitada. As regras do jogo. Não tem condições de cumprir o papel que está. Mas não acho que deve se estimular uma solução fora da Constituição”, salientou.

Sobre a eleição de 2020 em Salvador, Daniel Almeida se esquivou ao ser indagado qual é o melhor nome para disputar a prefeitura, se Alice Portugal ou Olívia Santana. “São muito conhecidas as duas. Então, nós temos aí dois bons nomes que se equivalem”, pontuou 

Por Rodrigo Daniel Silva/BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *