Audiência pública discute segurança pública no Pov. Angico em Campo A. de Lourdes

Segurança pública. Este importante assunto foi colocado em pauta ontem, 27, em uma audiência realizada no Ginásio Poliesportivo do distrito de Angico, zona rural de Campo Alegre de Lourdes.

A reunião contou com a participação da população e de autoridades do município, entre elas, o prefeito Enilson Marcelo, o comandante de Campo Alegre de Lourdes, Alexandre César Nabucodonosor Melo, o delegado de Polícia Civil, José Alberto, e vereadores.

Autoridades da região também estiveram presentes como o comandante da CPAC – Caatinga, Adriano Souza Dias, o capitão da CPAC, Sá Carvalho, o subcomandante da 25ª CIPM, Tiago Carvalho, o comandante de Remanso, Gilianderson, o comandante de Pilão Arcado, Teixeira, e o juiz da comarca de Remanso, Dario Gurgel de Castro.

Esta é a terceira oportunidade de debate do tema (as outras duas reuniões foram realizadas na sede), e reforça a importância do elo entre as autoridades e a sociedade no combate à criminalidade ocorrida no povoado Angico e Tapagem e da cidade, no geral.

A população participou ativamente com sugestões e questionamentos sobre o tema, sobretudo com elogios a respeito da atuação das autoridades em Campo Alegre de Lourdes.

Vigilante, a Prefeitura Municipal disse estar atenta as ocorrências que têm acontecido em Campo Alegre, contudo, agora é a vez de focar na região do Angico e Tapagem.

“Enquanto gestor, me senti na obrigação de convidar as autoridades e todos os poderes constituídos da nossa região, para tratarmos e darmos uma resposta positiva ao povo da nossa região. Eu entendo que o resultado desta audiência foi muito bom, com a participação maciça da população. E acredito que a partir desta audiência, com a casa de apoio policial, e com a presença do Grupamento da Caatinga na região, coibiremos estes delitos no Angico e Tapagem”, afirma o prefeito, Enilson Marcelo.

Para o comandante da CPAC Caatinga, Adriano Souza Dias, foi uma oportunidade ímpar de estar com a população. “Hoje eu posso dizer que estou muito feliz de estar aqui e ter recebido o convite. Esta interação entre as forças policiais, a sociedade e os entes públicos que trabalham com a defesa social, é fundamental para o controle e o combate à criminalidade”, disse.

Sempre presente nas audiências de segurança pública da cidade, o juiz da Comarca de Remanso, Dario Gurgel de Castro, afirmou que o diálogo entre todas as partes vem contribuindo para a diminuição da criminalidade. “O fato é que a gente precisa se unir passando as informações que são importantes para coibir os delitos. Este evento irá contribuir para que a gente continue alcançando a nossa meta de ter um lugar mais pacífico para o povo sertanejo viver”.

Site Prefeitura /  Foto Alex Epaminondas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *