Municípios de Campo A. de Lourdes, Remanso, Sento-Sé e outros, discutem novo modelo de iluminação pública no CONTESF

Municípios de Campo A. de Lourdes, Remanso, Sento-Sé e outros, discutem novo modelo de iluminação pública no CONTESF

20 de julho de 2015 0 Por Por Lucas Nunes

SAM_5572Pensando na necessidade de trazer tecnologias para o Brasil, objetivando a economia no setor energético, a empresa chinesa, KAYOMPANY e a CPCON, reuniram-se com representantes dos municípios da região, na sede do Consórcio Sustentável do Território do Serão do São Francisco – CONSTESF, na última semana (14). Estavam presentes, representantes da área de iluminação pública de Juazeiro, Sobradinho, Sento Sé, Campo Alegre de Lourdes, Remanso e Curaçá.

Na ocasião, foi apresentado e discutido um novo modelo de iluminação para os municípios, através do LED (Light Emitting Diode), ou seja, Diodo Emissor de Luz, tecnologia que permite uma considerável economia, mais qualidade e maior durabilidade do sistema de iluminação.  Os representantes municipais puderam tirar  dúvidas e refletir sobre os benefícios que a tecnologia traria à região.

SAM_5570

Preocupado com a crise hídrica e a necessidade do uso de serviços sustentáveis, o presidente do CONSTESF e prefeito de Sobradinho, Luiz Vicente Berti, sinalizou um grande interesse em discutir a viabilidade de um projeto como esse em seu município. “Precisamos pensar e implantar projetos que nos garantam qualidade, mas acima de tudo, economia e responsabilidade com nossos recursos naturais. Transformar a iluminação das nossas cidades com uma tecnologia mais econômica é reafirmar o meu compromisso em trabalhar sempre em prol do desenvolvimento e da sustentabilidade”, destacou.

De acordo com o engenheiro Civil da CPCON, Gerson Guimarães, a troca da iluminação convencional de um município pela iluminação à LED pode gerar uma economia de aproximadamente 60% no gasto com esse tipo de serviço. “A economia que a tecnologia de iluminação à LED traz é satisfatória e é por isso que oferecemos esse serviço à região. O nosso próximo passo é aprofundar nossas conversas com cada gestor e buscar uma melhor forma de trazer essa modernização para o território”, salientou. Os representantes municipais se mostraram interessados em estudar a proposta e analisar a possibilidade de colocar o projeto em prática.

Jacqueline Santos/Ascom CONSTESF