Sinal da vivo é restabelecido e sai do ar após 20 minutos, e não tem previsão de quando irá voltar novamente

Por volta das 14h10min desta segunda-feira (16/11) o sinal da operadora VIVO, foi restabelecido nos municípios de Campo Alegre de Lourdes, Remanso, Pilão Arcado e Sento Sé, e após cerca de 20 minutos saiu do ar novamente.

O problema desta vez, é que na torre da operadora VIVO, instalada em um terreno no distrito de Minas do Encaibro, município de Sento Sé, não há energia elétrica, após o técnico ter religado a torre que estava apenas com as baterias, durou apenas 20 minutos. As baterias podem durar até oito horas, quando totalmente carregadas.

A COELBA foi solicitada para religar a energia da torre, porém a estrada quer dar acesso à torre está em estado crítico, e de acordo com as equipes não teve como subir para que seja religada a energia e restabelecer o sinal de telefonia móvel para os municípios afetados pela falta de sinal, que desde o dia 28 de outubro de 2015 estão sem os serviços de voz e dados da operadora VIVO.

Capturar
Estrada que dar acesso a torre da VIVO no Distrito de Minas do Encaibro, município de Sento Sé-BA

Para a resolução do problema, está dependendo da manutenção da estrada vicinal, (Foto acima) para que os carros possam subir até a torre para poder realizar os trabalhos, de religação da torre.

Resta saber quem irá realizar a manutenção da estrada vicinal que dar acesso a torre, se é a operadora VIVO ou poder público.

De acordo com informações, o técnico da vivo, subiu a pé para religar a torre, quando chegou notou que estava sem energia elétrica e após ligar as baterias durou apenas 20 minutos. Por tanto não há previsão de quando será solucionado este novo problema, que depende da recuperação da estrada, para que os veículos das equipes possam subir e religar a energia.

A possibilidade de instalar um gerador de energia também foi descartada pela operadora VIVO, uma vez que só seria possível conseguir chegar até a torre com este gerador através de um veículo, que não poderá subir por conta do estado crítico da estrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *