CONSTESF reúne secretários para discutir Plano de Execução do Projeto de Regularização Fundiária

CONSTESF reúne secretários para discutir Plano de Execução do Projeto de Regularização Fundiária

17 de março de 2016 0 Por Por Lucas Nunes

Através de um convênio firmado com a Coordenação de Desenvolvimento Agrário do Estado da Bahia (CDA), o Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf) irá realizar 2.000 mil cadastros literais e gráficos nos municípios do território. Para discutir como será o desenvolvimento desse projeto de regularização fundiária, secretários de agricultura dos municípios de  Uauá, Sento Sé, Pilão Arcado, Canudos, Remanso, Casa Nova e Juazeiro, se reuniram na tarde desta terça-feira (15), na sede do Constesf.

O Constesf, como executor do projeto, pretende entregar, até o final de 2016, 200 peças técnicas por município consorciado, buscando com isso facilitar a emissão do título da terra pelo CDA e assim, beneficiar 2.000 famílias proprietárias de imóveis rurais que estão em pendências de regularização.

“Os problemas de regularização fundiária são fatores de instabilidade e insegurança para os agricultores, que impedem investimentos em suas propriedades, além de dificultar o acesso a políticas públicas e aos recursos dos programas de Governo, especialmente o acesso ao crédito, aumentando a exclusão social. Dessa forma, entendemos que o acesso a terra é condição fundamental para melhoria das condições de vida da população rural do Território, especialmente do Semiárido”, salientou a coordenadora de projetos do Constesf, Itala Damasceno.

Ascom/CONSTESF