Após exoneração sem aviso, Superintende da prefeitura de Campo A. de Lourdes emite NOTA a população.

Segue abaixo, na íntegra Nota encaminhada a nossa redação, pela Superintendente da de Cultura ligada à Secretaria de Educação Cultura e Esportes, do município de campo Alegre de Lourdes, DÉBORA RUBEN MACÊDO.

Segue Nota:

Gostaria de comunicar meus amigos e população de Campo Alegre sobre minha exoneração junto a superintendência de Cultura do Município.
Minha querida Campo Alegre, me sinto na obrigação de comunicar a minha súbita exoneração da Superintendência de Cultura ligada à Secretaria de Cultura e Esportes. Foi um pouco estranho a forma pela qual recebi a noticia do meu afastamento do cargo, primeiro fui avisada por adversários, segundo pela rua e terceiro por um grupo de whatsapp, confesso que não me surpreendeu pois sempre soube que o cargo a mim confiada não passava de mais uma artimanha do prefeito para justificar o meu apoio (apoio esse que não custou prejuízo de um centavo aos cofres públicos) e minha total dedicação,meu empenho, exposição e esforço para ajudar eleger uma figura desgastada pela sua trajetória política sem êxito, mas em fim. A única pergunta que faço, qual seria o motivo? Por que será? Responderei, para o bom desempenho de um funcionário, ou para que ele preste um trabalho digno e de qualidade tem que ter suporte, parceria, diálogo e acima de tudo condições e local adequado de trabalho, oportunidade por parte do órgão gestor. Diante da superintendência de Cultura fiz o que esteve ao meu alcance, realizei alguns eventos culturais na sede e no interior, realizei eventos de grande porte na sede os quais foram destaque, elaborei projetos com os quais conseguimos captar recursos para realizar grandes eventos, difundir a cultura de cerâmica do povoado Gergelim, sede e outras localidades, Sei que poderia ter feito muito mais, mas infelizmente não tive o suporte necessário para a realização, ideias e projetos não me faltaram, o que faltou mesmo foi oportunidade, parceria e boa vontade da administração. Me exoneraram do cargo, mas saio de cabeça erguida e com a sensação do meu dever cumprido de que realizei o me trabalho com responsabilidade, justiça,honestidade, sei que em nenhum momento passei por cima dos meus princípios de caráter,honestidade, verdade, simplicidade e respeito que recebi dos meus pais. O que mais me deixou indignada não foi a perda do salário de 2.000,00, mesmo por que nunca tive salário de prefeitura, sempre sobrevivi independente dele, sempre corri atrás dos meus objetivos, mas o que me deixou indignada foi a forma covarde de como foi feita a exoneração do cargo FALSO, FALSO como as palavras do prefeito dirigidas a mim durante sua campanha eleitoral. Sigo de cabeça erguida e com uma certeza que serei os olhos do povo de campo Alegre no sentido de que faça cumprir o emprego devido das verbas públicas em benefício da população, nós juntos somos vigias do emprego devido do dinheiro público. Débora Rubem de Sousa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *