Coronel comemora eleição: ‘Conseguimos fazer com que o presidente desistisse’

A disputa que começou com três candidaturas para a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) será disputada por chapa única na tarde desta quarta-feira (1º). Ângelo Coronel (PSD) e Luiz Augusto (PP) se uniram, sob comando do primeiro, e derrubaram o adversário Marcelo Nilo (PSL), que abriu mão de sua candidatura às vésperas da eleição. “Nas 24 horas que antecederam a eleição foi realmente um corre-corre, onde a gente ainda não estava com uma margem segura para evitar qualquer desconforto de algum colega não vir votar ou votar errado ou votar contra”, comenta Coronel, que conseguiu o apoio do PCdoB e outros deputados que antes tinham declarado apoio a Nilo. “A pressão foi boa, gabinete a gabinete, pressão de um lado, pressão de outro e conseguimos fazer com que o presidente desistisse e a gente se tornasse candidato único”, completa. Mas a situação, de acordo com Coronel, não vai provocar divisões no quadro de deputados da Casa. Ele defende que foi um “embate democrático”, em que se sagrou vencedor. “Pra mim, a página já está virada, estou à disposição do presidente Marcelo Nilo porque eu não guardo raiva, não guardo rancor. Eu quero é a unidade da Casa, quero que a partir de amanhã não tenha rusga com ninguém”, ressalta, acrescentando que sua eleição foi “suprapartidária” e sem rótulos ou partido. Coronel, no entanto, diz que ainda não teve oportunidade de conversar com Nilo, seu antecessor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *