Excluídos da Chapa Oficial, PCdoB e PSB vão disputar o quase nada que sobrou

O anúncio oficial, que excluiu o PCdoB e o PSB da chapa do Governador Rui Costa, incluindo o descarte da Senadora Lídice da Mata, continua causando burburinho nos bastidores da base governista na Bahia.

Aliados, inclusive militantes do próprio PT, ainda não digeriram a preferência pelo Deputado estadual Ângelo Coronel, nome bancado pelo Senador Otto Alencar, do PSD, que sai muito fortalecido no processo.

Alguns aliados da senadora Lídice da Mata chegaram a propor uma candidatura avulsa dela para o senado, mas o consolo deve ser mesmo um apoio à sua candidatura a deputado federal e uma possível suplência no senado, vaga que o PCdoB, que também ficou a ver navios, deseja.

Nessa briga pela suplência um detalhe: todo mundo quer a suplência de Wagner, um possível secretário de Rui no caso de sucesso na eleição. A vaga de Coronel, suspeitam, será figurativa, pois são poucas as chances dele deixar o posto no senado.

Sem opção de resistência, já que o único palanque que sobrou é o do DEM, aliados de primeira hora, no segundo expediente, vão disputar entre si, o quase nada que sobrou.

O PSB já avisou que só apoia Wagner para o senado, descartando qualquer possibilidade de pedir votos para Coronel. No PCdoB ainda não há manifestação nesse sentido, por enquanto.

Fonte: Geraldo José

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *