Médico Denirson | Acusado de matar o pai grava vídeo dizendo ser inocente, e quer que mãe pague pelo crime

Um vídeo enviado à imprensa pelo advogado que assumiu a defesa de Danilo Paes, filho do médico Denirson Paes, assassinado em 2018, mostra o engenheiro, acusado de ajudar a mãe, a farmacêutica Jussara Paes, reafirmando sua inocência, cobrando justiça e se lamentando por ter sido abandonado por amigos. “Gostaria de deixar bem claro que Denirson era e é meu pai. E eu jamais faria algo do tipo com ele e nem com ninguém. Eu não sou um assassino e estou provando a minha inocência”, diz ele.

De acordo com o inquérito enviado à Justiça pela Polícia Civil após uma extensa investigação, Danilo teria auxiliado Jussara a matar o médico, esquartejar o corpo e ocultá-lo em um poço da casa em que a família morava, em Aldeia, Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, em junho do ano passado. O engenheiro chegou a ser preso temporariamente, mas foi solto por força de um habeas corpus.

Na gravação, Danilo também pede que a mãe pague pelo que fez. “Depois que ela confessou, foi um baque para mim. Eu não consigo acreditar até hoje. E eu só quero agora que ela pague pelo dano que causou não só ao meu pai, mas a toda família”, afirma. Danilo, 23 anos, deixou o presídio no Complexo Prisional do Curado, no Sancho, no dia 21 de dezembro.

O engenheiro fez duras críticas ao trabalho da polícia durante a investigação, que classificou como  “irresponsável e sem credibilidade”. “Acharam que eu tinha feito algo porque simplesmente eu sentia dores na coluna. Eu tive problemas e tenho problemas na coluna há um bom tempo. Eu fiz exames de ressonância magnética que constataram problemas três meses antes do ocorrido, no mês de março”, justifica.

https://www.facebook.com/blogdoLucasnunes/videos/592449764549658/

Danilo diz que pessoas importantes na sua vida se afastaram dele, mas a perda maior foi a do pai. “Obviamente foi a maior perda. Perdi toda a minha família, perdi boa parte dos meus amigos”. Ele também afirmou nunca ter enfrentado problemas de relacionamento com o pai. “Meu relacionamento com meu pai, eu posso dizer que era de respeito, de muito amor, de carinho. Ele nunca deixou faltar nada para mim, nem para meu irmão. O problema era com a minha mãe. Eu não tinha problema com ele. Era um problema conjugal”, alegou ele, explicando que os pais não costumavam comentar sobre detalhes da vida pessoal com os filhos.

Fonte: op9.com.br / vídeo TV Clube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Remanso: “Município ainda vai pagar farra com dinheiro de precatório do FUNDEB”
Next post 1ª Noite do decenário da festa de nossa querida Padroeira, Nossa Senhora de Lourdes.